sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

BOAS FESTAS

São os votos da equipa das Bibliotecas Escolares José Saraiva

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Natal

À semelhança de anos anteriores, voltámos a propor a atividade "Correio de Natal". Desta vez, a Biblioteca José Saraiva vai realizar um intercâmbio de postais de Natal com alunos do Colégio Nossa Senhora de Fátima.
As turmas do 6º A e 6º C realizaram postais nas aulas de EV e ET (com os professores Lucinda Crespo e Carlos Silva) e deslocaram-se à BE onde realizaram pesquisas em obras previamente selecionadas sobre a temática do Natal. Cada aluno, de acordo com o seu gosto e sensibilidade, escolheu um pequeno excerto que transcreveu, adotando-o como mensagem natalícia.
Antes de serem entregues aos destinatários, estiveram expostos para que todos os utilizadores da BE os pudessem admirar.




Árvores de Natal (alunos com  NEE  e  6º D) 

Passaporte do Leitor

As turmas do 6º ano já receberam o  Passaporte do Leitor II. Ao longo de duas semanas, Natália Mota e Rita Justino, dinamizadoras do Projeto, deslocaram-se à Biblioteca José Saraiva onde, em oito sessões, apresentaram os novos livros e  os novos desafios.
A coleção da nossa biblioteca ficou enriquecida graças à oferta de 61 exemplares/21 títulos.
Associadas ao Passaporte, estão planeadas atividades aliciantes a desenvolver ao longo do presente ano letivo.



terça-feira, 19 de novembro de 2013

...ainda a propósito do dia das bibliotecas escolares

No dia 28 de outubro, para culminar a festa à volta dos livros, das leituras e das conversas que duraram o mês inteiro, fizémos outra...

...a notícia foi-se espalhando. Nessa noite, haveria uma noite de contos para pais, filhos e amigos! Com os contadores Carlos Silva, Luís Mourão, Teresa Nogueira e Susana Oliveira.

E mais! Uma exposição de trabalhos realizados pelos alunos, no âmbito do tema: "Biblioteca escolar, uma porta para a vida".

Ora, como sabemos, uma festa sem convidados não é uma festa! Mas digo-vos: a festa foi grande e saborosa.
E todos, nessa noite, dormiram melhor, embalados pelas histórias que ouviram...

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

A Exposição Itinerante Santillana, solicitada pela Biblioteca José Saraiva, é composta por dezasseis painéis que dão a conhecer dezasseis livros reconhecidos mundialmente como um contributo importante, à data da publicação, mas também na atualidade, para o conhecimento, o pensamento, a mudança social e para fomentar o prazer de ler.
Os autores selecionaram os livros a respeito dos quais apresentaram um conjunto de informação que visa dar a conhecer aquele que terá sido o seu maior contributo, a par da explicitação de alguns factos históricos que poderão ajudar a compreender a época em que os mesmos surgiram, ou que foram influenciados pelo conteúdo dos livros e/ou pensamento dos seus autores.

Para conhecer melhor os dezasseis livros que fizeram história,  viaje pelos três Blocos da nossa Escola até ao dia 25 de novembro.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

BIBLIORESTAURANTECA

Comemorámos, no passado dia 28, o Dia Internacional da Biblioteca Escolar com a realização da 3ª edição do Bibliorestaurante.
A Biblioteca esteve em festa e, para além de outras iguarias (comestíveis ou não)  nem um bonito e delicioso bolo com três velas faltou!
Agradecemos aos nossos "clientes" e aos elementos da Associação de Pais este convívio à volta dos livros que já se tornou um evento emblemático da BE José Saraiva.
 Poderão ver mais fotografias no álbum https://www.facebook.com/biblioteca.josesaraiva?ref=tn_tnmn

Árvore da Imaginação


"Árvore da Imaginação" é o tema para esta exposição de trabalhos dos meninos do 6º C, 7º A, 7º C e 7º G, dinamizada pela Professora Lucinda Crespo. Cada um criou uma árvore cuja copa foi preenchida com seres vivos ou elementos naturais que encontramos num jardim.
Os desenhos e pinturas do artista plástico Escher serviram de referência mas é a imaginação, a criatividade e, claro, os dotes artísticos dos nossos alunos que mostramos na nossa biblioteca. E aqui vão alguns para apreciarem...
A Biblioteca congratula-se com o facto de poder divulgar o trabalho que se vai fazendo na nossa escola.
Prof. Lucinda e pequenos artistas, muito obrigada!


BE e FACEBOOK

Caros leitores,

A biblioteca José Saraiva está no Facebook!
Acompanhem-nos em https://www.facebook.com/biblioteca.josesaraiva

quarta-feira, 16 de outubro de 2013






  • Alice Munro




  • Nascimento10 de julho de 1931 (82 anos), Wingham, Ontario, Canadá
    PrêmiosPrémio Internacional Man BookerNobel de Literatura
    CônjugeGerald Fremlin (de 1976 a 2013)James Munro (de 1951 a 1972)
    FilmeLonge Dela
    Nascida na província canadiana de Ontário em 1931, a escritora Alice Munro venceu nesta quinta-feira o Prémio Nobel da Literatura, atribuído pela Academia Sueca, que nela reconheceu um “mestre do conto contemporâneo”. Munro recebera já alguns dos mais importantes prémios literários, incluindo, em 2009, o prestigiado Man Booker International Prize, e era há muito uma candidata recorrente ao Nobel da Literatura.
    Mas quando o secretário permanente da Academia Sueca, Peter Englund, se dirigiu aos jornalistas para anunciar o Nobel da Literatura de 2013, o nome de que se falava era o da jornalista de investigação e prosadora bielorrussa Svetlana Alexievich, que tinha acabado de ultrapassar o japonês Haruki Murakami nas cotações das casas de apostas.
    Quando recebeu o Man Booker International Prize, o júri justificou a escolha afirmando que a autora, “embora seja essencialmente conhecida como contista, mostra a profundidade, sabedoria e precisão que a maior parte dos ficcionistas só consegue alcançar numa vida inteira a escrever romances”. Foi Cynthia Ozick, ela própria uma talentosa contista, que, reconhecendo a consumada mestria de Munro na história breve, lhe chamou há alguns anos o Tchekov do nosso tempo, uma aproximação que, desde então, muitos críticos têm glosado.
    Tal como nos contos do mestre russo, o enredo é relativamente secundário nas histórias desta canadiana, povoadas de personagens e assuntos triviais, e cuja força está muitas vezes no súbito impacto de um momento iluminante e revelador. Quase todos os seus contos têm como cenário a região sudoeste da província canadiana de Ontário, o que tem levado a que seja comparada a outros ficcionistas cujas obras se centram na vida de pequenas cidades, como Sherwood Anderson, Flannery O'Connor ou Carson McCullers.
    A notícia do Nobel chegou ao Canadá de noite, quando Munro dormia. A autora contou à televisão canadiana CBC que foi acordada pela filha: “Sabia que era uma das candidatas, mas nunca pensei que fosse ganhar.”
    Munro disse ainda que ganhar o prémio é “formidável” e mostrou-se feliz por o mundo descobrir a sua escrita.
    Nascida numa família de criadores de raposas, Alice Munro começou a escrever na adolescência, tendo publicado o seu primeiro conto, The Dimensions of a Shadow, em 1950, quando frequentava a universidade. Ao mesmo tempo, ia ganhando dinheiro em empregos ocasionais, trabalhando em restaurantes, na apanha de tabaco, ou como bibliotecária.
    A sua primeira colectânea de histórias, Dance of the Happy Shades, saiu em 1968 e foi um sucesso imediato, tendo ganho o mais importante prémio literário canadiano e recebido o elogio unânime da crítica. O livro seguinte, Lives of Girls and Women (1971), é ainda hoje o seu único romance, e não falta quem ache que se trata, na verdade, de uma sucessão de contos articulados entre si.
    Munro publicou mais de uma dúzia de colectâneas de histórias curtas, muitas delas editadas em Portugal pela editora Relógio d’Água, incluindo a mais recente, Amada Vida (Dear Life, 2012), traduzida pelo poeta José Miguel Silva.

    Outros livros de Monro disponíveis em edição portuguesa são O Progresso do Amor (The Progress of Love, 1986), O Amor de Uma Boa Mulher (The Love of a Good Woman, 1998), Fugas (Runaway, 2004), A Vista de Castle Rock(The View from Castle Rock, 2006) e Demasiada Felicidade (Too Much Happiness, 2009).

    http://www.publico.pt/cultura/noticia/alice-munro-recebe-nobel-da-literatura-1608662#/1

  • quarta-feira, 9 de outubro de 2013

    outubro na BE da Cruz da Areia


    A biblioteca escolar da Cruz da Areia também abre as suas portas…à vida!

    Ao longo do mês, vamos festejar a biblioteca, na biblioteca, nas salas de aula e no recreio.

    Vamos fazer visitas organizadas à BE e conversar sobre a sua importância nas nossas vidas.
    Vamos ter cartões de leitor, "á séria".
    Vamos propor um concurso de escrita e de ilustração (escrita e ilustração: 1º ceb; ilustração: pré-escolar) subordinado ao tema: “Biblioteca escolar: uma porta para a vida”/ “Para mim, a minha biblioteca é…”, em articulação com pais e professores.
    Depois, vamos mostrar esses trabalhos numa exposição, que será vista também pelos pais, que, no dia 28 de outubro, virão à escola.
    Vamos atribuir alguns prémios aos melhores trabalhos.
    “Vamos abrir portas …às histórias” - noite de contos para pais e filhos – 28 de outubro (dia da biblioteca escolar).

     Vamos ainda fazer, e porque neste mês se festejam outras datas importantes:

    4 de outubro – Dia Mundial do Animal - Leitura de poemas sobre “bichos…com vida”, pela PB, nas salas de aula.
    16 de outubro – dia da alimentação – “Vamos dar com a língua nos dentes” . Animação de histórias temáticas. Distribuição de poemas sobre alimentos.

    Baú pedagógico: livros e jogos temáticos (a requisitar para a sala de aula).
     
    Vem à tua biblioteca!!!

    terça-feira, 1 de outubro de 2013

    A BE está em festa

    Segundo os princípios estabelecidos pela International Association of School Librarianship (IASL), o "Mês Internacional da Biblioteca Escolar" permite aos responsáveis pelas bibliotecas escolares, em todo o mundo, escolher um dia, em outubro, que melhor se adeque à sua situação de forma a celebrar a importância das bibliotecas escolares. O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares decidiu declarar o dia 28 de outubro como o Dia da biblioteca escolar, permitindo, deste modo, às escolas a preparação atempada de atividades específicas a realizar nesse dia, independentemente das ações que possam levar a efeito noutros dias do mês.
    Para celebrar a data, a IASL propôs, como habitualmente, um tema aglutinador: 
    Biblioteca escolar: uma porta para a vida

    Programa de outubro na BE da José Saraiva


    segunda-feira, 30 de setembro de 2013

    concurso sobre liberdade de expressão

    SIC Esperança e Rede de Bibliotecas Escolares lançam concurso sobre liberdade de expressão

    Para quem nasceu em democracia, é difícil imaginar o que é viver num regime autoritário e de censura. Para promover o estudo e a reflexão sobre o tema, a SIC Esperança e a Rede de Bibliotecas Escolares lançaram um concurso. Podem candidatar-se alunos do 3º ciclo do ensino básico e do secundário.


    quinta-feira, 26 de setembro de 2013


    E se um leão entrasse na nossa biblioteca?
    "Toda a gente que ame as bibliotecas sabe que são lugares mágicos e especiais, onde todos são bem vindos e onde é sempre possível que qualquer coisa aconteça..."

    Pois é! Nós acreditamos nisto!

    As bibliotecas, como outros espaços da escola, são lugares com regras que, às vezes, mas só às vezes, se podem trangredir, de mansinho...como as patas do leão.

    Venham à biblioteca. Estamos à vossa espera.
    Será que o leão já entrou?

    KNUDSEN, Michelle -  León de biblioteca. Altamira: Ediciones Ekaré, 2010.

    segunda-feira, 23 de setembro de 2013

    Visita à biblioteca escolar José Saraiva

    Este é um dos pontos altos do mês de setembro. Vamos dar início às visitas guiadas das turmas do 5º ano à biblioteca escolar acompanhadas dos respetivos professores de Português
     Estas sessões de formação de utilizadores têm como objetivo dar a conhecer as diferentes áreas da BE, as regras para a sua utilização,  os documentos que existem e a forma como estão organizados e outras informações importantes.
    No final, gostaríamos que nos dessem a conhecer a vossa opinião sobre o espaço da biblioteca, a visita, os livros e materiais disponíveis, as atividades...
    Ficamos à espera dos vossos comentários

    domingo, 8 de setembro de 2013

    8 de setembro - Dia Internacional da Literacia

    Proposto pela UNESCO, "Literacias para o século XXI" é o grande tema para este ano.



    Literacia, sabe-se hoje, é muito mais do que "Capacidade de ler e escrever" ou "Capacidade para ler e interpretar o que é lido".
    Curiosamente, este ano teve lugar o 2º Congresso Nacional "Literacia, Media e Cidadania" em que se tocaram muitos aspetos, nomeadamente que a literacia, hoje, é plural.

    quarta-feira, 19 de junho de 2013

    Concurso Interturmas - 8º ano

    O Concurso Literário Ler-Jogar-Ganhar contou, no 3º Período, com a participação de seis das oito turmas do 8ºano. O livro que serviu de mote às cinco provas foi "A Ilha do Tesouro" de Robert Louis Stevenson.
    Todas as equipas concorrentes prestaram provas de qualidade , evidenciando empenho e gosto na preparação e realização das atividades.
    Equipa do 8º A

    Equipa do 8º D
    Equipa do 8º E

    Equipa do 8º F

    Equipa do 8º G
    EQUIPA VENCEDORA - 8º C

    sexta-feira, 14 de junho de 2013

    PASSAPORTE do LEITOR

    Aqui ficam dois álbuns de fotografias das duas atividades do 3º Período:
    Georeading II
    Entrega de prémios e do Passaporte de Férias

    Balanço para Férias!

    Ao longo do ano letivo 2012/2013, os alunos do 5ºano de escolaridade participaram no projeto de promoção da leitura Passaporte do Leitor numa parceria entre a Casa-Museu João Soares e a Biblioteca Escolar José Saraiva. No âmbito deste projeto, foi entregue um primeiro Passaporte do Leitor em Dezembro e um segundo Passaporte em Abril. Para complementar esta iniciativa, realizaram-se ainda duas atividades denominadas “GeoReading” com mapas instaladas em tablets, que orientavam os alunos para descobrir pistas sobre os livros mencionados no passaporte.
    Na passada semana, de 5 a 7 de Junho, realizou-se na Biblioteca Escolar José Saraiva a entrega oficial de prémios do Passaporte do Leitor. Os vencedores foram os seguintes alunos: Beatriz Antunes Gomes do 5º E, Pedro João do 5º D, Maria Soledad do 5ºA e Constança Cruz do 5ºF. Como menção honrosa, receberam ainda prémio: Sara Pascoal do 5º E, Ricardo Ribeiro do 5ºD, Sara Domingues do 5ºC, Marta Almeida do 5ºF e Mariana Casimiro do 5ºG.
    No Passaporte do Leitor II, os vencedores foram Pedro João do 5ºD, que recebeu um prémio especial por ter sido o único vencedor a duplicar o 1º lugar, Maria Tavares do 5ºH e Mariana Magalhães, Leonardo Oliveira e Guilherme Fernandes do 5ºF. Os alunos que alcançaram um prémio de menção honrosa no Passaporte do Leitor II foram os seguintes: Ana Beatriz Fernandes do 5ºE, Diogo Martins do 5ºA, Catarina Santo do 5ºB, Tiago Monteiro do 5ºC e Constança Cruz do 5ºF receberam uma menção honrosa no Passaporte do Leitor II. Para além dos prémios atribuídos aos vencedores, todos os alunos do 5ºano de escolaridade receberam um Passaporte do Leitor Especial Férias, com sugestões de livros para as férias e ainda espaço livre para as escolhas dos alunos.
    Neste primeiro ano de realização, o projeto obteve 85 passaportes de alunos que os preencheram e carimbaram conforme as suas leituras. O Passaporte do Leitor prossegue no próximo ano letivo com mais livros, passaportes e prémios para os leitores mais “viajados” nas leituras!

    Natália Mota e  Rita Justino

    Muito obrigada a ambas pelo vosso trabalho, o vosso entusiasmo, a vossa disponibilidade e  a vossa dedicação a este Projeto / à nossa Biblioteca / aos nossos alunos !!! 
    Margarida Ferreira

    terça-feira, 28 de maio de 2013

    Exposições na BE em maio

    Em articulação com outros docentes/turmas/grupos disciplinares, a BE teve o privilégio de estar permanentemente ocupada com exposições de trabalhos. Ora vejam:
    Cartaz de maio (prof. Lucinda)
    Dia da Cidade (profs. Joana e Súzel)


    Um retrato...Uma vida
    Turma CEF- T2 (Fotografia)
    Efemérides - Trabalhos do 5º ano (HGP)
    Efemérides - Trabalhos do 5º ano (HGP)



    Os Descobrimentos (mostra de livros)
    Os Descobrimentos (HGP)
    15 álbuns de rock
    Trabalhos do 8º ano (Físico-Química)
    Trabalhos do 8º ano (Físico-Química)






    O fundo do mar

    video
    Vídeo criado a partir das ilustrações do poema Fundo do Mar, de Sophia de Mello Breyner Andresen. As ilustrações são da autoria de alunos do 5º B, 5º C, 5º D e 7º F (ver Ficha técnica no final)

    quarta-feira, 24 de abril de 2013

    22 de abril - Dia da Terra na Cruz da Areia

    O DIA da TERRA, que se comemora no dia 22 de abril, tem por finalidade criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra.

    O projeto educativo da nossa escola é precisamente este... Porque gostamos da Terra e nos preocupamos com ela. 

    Assim, ao longo de várias semanas, lemos, na biblioteca e nas salas de aula, obras relacionadas com esta temática e, no dia 22 de abril, toda a escola se mobilizou na comemoração deste dia através de diferentes atividades: limpeza do espaço exterior, limpeza dos canteiros e construção de hortas com a plantação de diferentes espécies vegetais e uma dança coletiva, com coreografia original.

    Porque...  

    Terra, Nossa Casa: A Terra é apenas um ponto do imenso universo em que vivemos. A Terra está cheia de vida, com uma variedade rica de plantas, animais e povos. Para sobrevivermos, nós, os seres humanos, necessitamos de solo, água, ar, plantas e animais. É nosso dever cuidar da vida na Terra.

     A Situação Global: Hoje em dia, o modo como vivemos prejudica muitas vezes o ambiente. O modo como produzimos e consumimos esgota a Terra das suas reservas de água, ar e solo, colocando em perigo a vida de muitas plantas e espécies animais. O crescimento da população mundial contribui para o esgotamento dos seus recursos naturais. Simultaneamente, enfrentamosguerras, fome, miséria, ignorância, doença e injustiça.


      Que podemos fazer? A escolha é nossa: podemos começar a mudar, para construir um futuro melhor para todos. A Carta da Terra, [tema do nosso projeto anual de trabalho], mostra-nos um caminho possível a seguir.

    Somos todos responsáveis. Para contribuirmos para um mundo melhor, temos de ser responsáveis pelas nossas acções porque tudo o que fazemos está interligado — tudo o que existe no nosso planeta está entrelaçado no tecido da vida. Temos de pensar no modo como usamos os recursos e no modo como cuidamos das plantas e dos animais. Temos de pensar no modo como tratamos as outras pessoas. Se todos assumirmos a responsabilidade pelas nossas acções,conseguiremos começar a trabalhar em conjunto para cuidar do bem-estar presente e futuro da “família humana” e de todos os seres vivos do planeta. 
    (IN Guião de Educação para a Sustentabilidade — Carta da Terra- ME- DGIDC)